Quanto Custa Viajar de Avião com Cachorro e Gato?

Quer viajar com seu cão ou gato de avião? Prepare a bolso: as passagens dos pets pode sair mais cara que a sua.

São muitas as razões para não deixar os animais de estimação sozinhos em casa durante as nossas viagens aéreas – especialmente as de lazer. Talvez o motivo mais simples e lógico seja querer manter a companhia do cachorro ou gato também nas férias ou feriados prolongados. Mas viajar de avião com um deles sempre custa caro.



viajar com cachorro avião

Quanto Custa Viajar de Avião com Cachorro e Gato?

Em voos domésticos, a presença do cachorro ou gato no avião não custa menos de R$ 200, mas este valor pode ser maior (até R$ 800), de acordo com o porte (peso ou estatura) do animal.

Publicidade

Este valor é cobrado por trecho da viagem: desta forma, em uma viagem de São Paulo e Belém com escala em Brasília, são cobrados dois trechos.

Nos voos internacionais, é necessário verificar se o país de destino aceita a entrada e permanência de animais e as tarifas alfandegárias praticadas. Os locais que não aceitam turistas felinos e caninos são: Inglaterra, Nova Zelândia, Papeete (capital da Polinésia Francesa) e Ilhas Galápagos, pertencentes ao Equador.

Os filhotes não são muito bem-vindos nos voos para fora do Brasil: só podem viajar de avião os cachorros e gatos com oito semanas ou mais. Para entrar nos EUA, somente a partir dos quatro meses de idade.

preço viajar com cão avião

Exigências para Viajar de Avião com Animais

A maioria das companhias aéreas aceita a presença de gatos e cachorros de pequeno e médio porte (até dez quilos) nas cabines de passageiros, em caixas colocadas debaixo do banco imediatamente à frente, preferencialmente ao lado da janela, de acordo com a disponibilidade de transporte e a concordância dos passageiros sentados mais proximamente.

Mesmo assim, a regra geral é que os pets sejam encaminhados para o compartimento de carga – e raramente é permitido fazer algumas “visitinhas rápidas” para tranquilizar os companheiros de quatro patas.

A exceção é aberta para os cães-guia, que acompanhem pessoas portadoras de deficiência visual, que podem ficar no corredor, ao lado do dono. De acordo com a legislação, o transporte destes animais trabalhadores deve ser gratuito e não pode sofrer qualquer restrição.

viajar com gato avião

Se o cachorro ou gato for viajar na cabine do avião, as companhias aéreas exigem que o humano responsável apresente um certificado do veterinário, atestando que o animal está em boas condições para enfrentar o voo.

Em todos os casos de viagem de cachorros e gatos em aviões (domésticas ou internacionais), os donos devem apresentar caderneta de vacinação e atestado sanitário.

As caixas de transporte no compartimento de carga devem estar etiquetadas, com alimento e água necessários para a viagem de avião dos cachorros e gatos, que devem estar limpos, saudáveis e sem exalar odores desagradáveis.

controle vacina avião pet

Mais informações úteis para “despachar” seu pet

1- Crianças de até 12 anos desacompanhadas e pessoas que fazem uso do POC (dispositivo concentrador de oxigênio, para controlar a apneia do sono) não podem viajar com cachorros ou gatos na cabine.

2- Quando houver troca de companhia aérea durante o voo, certifique-se das normas adotadas por todas as empresas. Em geral, prevalece a regra mais restritiva.

3- Ao adquirir os bilhetes aéreos, informe que vai viajar com cachorros ou gatos no avião. Em geral, as companhias aéreas limitam o número de passageiros não humanos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *