Quanto Custa Assinatura Netflix, da para assistir de graça?

A Netflix é uma provedora mundial de filmes, seriados e animações. Confira quanto custa a assinatura do Netflix e conheça seus planos e preços.

A Netflix é um fenômeno em mais de 190 países (são 75 milhões de assinantes; o sistema não está disponível apenas na China, na Coreia do Norte e na Síria). No entanto, o início desta história foi bem mais simples: a empresa, criada nos EUA em 1997, era apenas um serviço de entrega de DVDs através dos correios. Apenas dez anos depois, surgiu a distribuição de entretenimento por streaming.



A distribuição está disponível no Brasil desde 2011. Neste mesmo ano, a empresa já contava com 23 milhões de assinantes nos EUA. Confira nesse artigo quanto custa assinar Netflix.

netflix quanto custa

Publicidade

Quanto Custa Assinatura do Netflix?

  • plano básico (que não inclui imagens em alta definição, nem o recurso de telas simultâneas): R$ 19,90 mensais;
  • plano padrão (com HD e duas telas simultâneas): R$ 22,90 mensais;
  • plano premium (com quatro telas simultâneas e 4K de espaço para downloads: R$ 29,90 mensais.

Nos EUA, as mensalidades ficam entre US$ 8 e US$ 10 (R$ 28 e R$ 35, pela cotação atual do dólar; o salário médio dos americanos, no entanto, é muito superior ao dos brasileiros).

As mensalidades foram reajustadas em junho de 2015. No entanto, a Netflix já informou que pretende aumentar os valores dos serviços até o terceiro semestre de 2016, mas não disse ainda qual será o percentual a ser aplicado.

preço do netflix

Por que Netflix está mais caro?

O motivo principal dos aumentos é o investimento em novas atrações. A Netflix pretende encerrar o ano com a adição de 600 horas de conteúdos originais à sua programação. Entre as estreias, estão “Marseille” (primeira produção francesa da empresa), “The Get Down”, “Stranger Things” e dez novas comédias.

Há ainda rumores sobre a produção de uma série de animação criada por Matt Groening (“pai” de “Futurama” e “Os Simpsons”), além de um acordo milionário com os Estúdios Disney, que já está praticamente fechado. Isto tudo, obviamente, gera grandes despesas.

A Netflix, no entanto, não parece estar preocupada com a fuga de assinantes assustados com os aumentos, especialmente no Brasil, que vive uma séria crise econômica.

A empresa continua apostando nas facilidades oferecidas pelo streaming (fluxo de mídia), distribuição de dados que podem ser acessados em computadores, tablets, smartphones e videocassetes acoplados a TVs de alta definição compatíveis com a plataforma.

Outra vantagem da Netflix é a ausência de anúncios comerciais e a desnecessidade de observar os horários das atrações, que podem ser assistidos em qualquer horário. Os assinantes podem pausar, retroceder ou avançar todos os filmes, desenhos e seriados disponibilizados.

Além disto, é possível assistir novamente a um programa. Algumas operadoras de TV a cabo já oferecem alguns destes recursos, mas o anúncios continuam pontilhando a programação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *