Quanto Custa um Seguro de Vida – Preços e Como Funciona

Isto depende de uma série de fatores. Veja quanto custa um seguro de vida.

Para calcular quanto custa um seguro de vida, é preciso avaliar diversas variáveis que interferem no preço. As principais são: sexo, faixa etária, estado civil, equilíbrio entre peso e altura, profissão, prática de esportes, estilo de vida, histórico de saúde, seguradora escolhida e, claro, o valor da apólice.



O primeiro passo é definir o valor da apólice do seguro de vida, cujo principal objetivo é garantir recursos financeiros, por um período determinado, para os dependentes. O valor ideal precisa oferecer ao menos dois anos de tranquilidade para a família.

Para definir este custo, é preciso conferir o orçamento doméstico. Por exemplo, se as despesas anuais atingem R$ 60 mil, o seguro de vida deve ser de pelo menos R$ 120 mil. Caso os dependentes ainda sejam pequenos, no entanto, é preciso aumentar este valor, até que os filhos tenham idade para suprir as próprias necessidades.

Publicidade

quanto custa um seguro de vida

Quanto Custa um Seguro de Vida?

Quanto maior o valor da apólice, maior será o prêmio (parcela) a ser pago mensalmente. Antes de contratar o seguro de vida, é importante observar que, com o avanço da idade, o prêmio vai se tornando cada vez mais caro.

Por exemplo, uma apólice no valor de R$ 40 mil (indenização) para um jovem de 20 anos custa R$ 16 mensais. Para um idoso de R$ 60 anos, o valor sobe para cerca de R$ 200.

O custo de um seguro de vida varia também quando outras coberturas são incluídas na apólice. Por exemplo, o segurado pode optar por incluir proteção contra acidentes pessoais, invalidez temporária e permanente, etc.

seguro de vida

Em todas as modalidades de seguro de vida, prevalece um princípio básico: quanto menor o risco, menor o prêmio. Não se trata de um critério objetivo, já que todos os dias morrem pessoas de todas as idades. Contudo, entende-se que o hipotético rapaz de 20 anos terá mais tempo de vida do que o idoso de 60 anos.

No caso do seguro de vida em grupo, geralmente contratado por empresas, o valor das parcelas também é consideravelmente menor.

As seguradoras utilizam a chamada tábua biométrica para calcular quanto custa um seguro de vida. Anualmente, são realizados levantamentos em grandes cidades (em geral, com mais de um milhão de habitantes). São verificados os falecimentos, o que permite fazer uma projeção sobre as probabilidades de morte entre os diferentes grupos da população.

Um ponto fundamental é pesquisar em diversas seguradoras antes de assinar o contrato do seguro de vida. A Associação Proteste de Defesa do Consumidor identificou diferenças de até 700% no valor dos prêmios, para perfis semelhantes de consumidores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *